domingo, 29 de abril de 2012

Uma sugestão de campeonato para CBF

Não sou muito de comentar futebol aqui no blog, mas tenho uma grande ideia para a CBF substituir os campeonatos estaduais, que só servem para alegria local e são pouco competitivos ao longo dele devido aos jogos chatos entre grandes e pequenos. Eles ficam interessantes apenas nas finais!

A minha sugestão é: trazer de volta os campeonatos regionais com os melhores de cada estado. Dou como exemplo o Torneio Rio-São Paulo. Teríamos uma competição com 16 times, distribuídos dentre os oito melhores times de cada estado.

Assim existiria um maior interesse ao longo do campeonato, com a torcida comparecendo para ver um Flamengo x Santos, São Paulo x Vasco, etc. Com certeza ultrapassaria e muito os 3.000 torcedores que assistiram Flamengo x Bonsucesso no Engenhão, cujo estádio tem capacidade para 50 mil pessoas.

O campeonato seria dividido entre o grupo dos cariocas e dos paulistas. Todos jogariam entre si e os quatro primeiros de cada grupo passariam para uma disputa mata-mata (paulistas x cariocas) a partir das quartas de final, sistema similar ao campeonato paulista atual e ao conjunto dos turnos do campeonato carioca.

Agora que vem a parte interessante da competição. Os dois últimos de cada grupo seriam rebaixados a disputar o campeonato estadual do ano seguinte, somente retornando ao torneio Rio-São Paulo se chegasse as finais, ou seja, subiria o campeão e o vice dos campeonatos carioca e paulista.

Assim, com um número reduzido de times e contendo a elite dos times carioca e paulista, teremos um campeonato competitivo e preparatório para os campeonatos superiores, como libertadores e brasileiro.

Para deixar mais competitivo ainda, poderíamos reunir os cinco campeões regionais em um sistema de disputa, híbrido da antiga Copa dos Campeões, e o vencedor se credenciaria a disputar a copa libertadores do ano subsequente.

Isto tornaria os times mais interessados em ganhar a competição ao longo do ano; aumentaria a receita com marketing esportivo para os clubes; e, faria a torcida comparecer para ver o Santos de Neymar jogar contra o Bangu, por exemplo, ultrapassado e muito o público de Bangu x Rezende pela última rodada do carioca deste ano.

Esta dada a sugestão. Se isto ocorrer, eu quero royalties pela ideia. Afinal de contas, nem relógio trabalha de graça!

2 comentários:

Marcos Paulo disse...

Boa Serjão!

Gostaria de sugerir a leitura dos artigos do professor Naercio, que vem alertando para um problema na economia brasileira, tão relevante quanto as grandes reformas, que é a baixa produtividade. Muito elucidativo e creio que seja o mal maior a se atacar no momento. Há outros bons artigos do mesmo autor no site do instituto milênio. Recomendo fortemente. Veja: http://panfletoliberal.blogspot.com.br/2011/11/por-que-nossas-firmas-nao-inovam.html


Grade abraço!
Marcos

Sérgio Ricardo disse...

Obrigado Marcão pela sua participação.

Vou ler o artigo sugerido.

Abraço.
Sérgio Ricardo