segunda-feira, 18 de outubro de 2010

A sede do poder que enoja


Agnelo não é o meu candidato dos sonhos, ainda mais petista coligado com um partido que sente o sangue do poder de longe e não tem escrúpulos para atingi-lo que é o PMDB. Parece mosca que fareja de longe a carniça. Mas para impedir os gangsteres rorizista, vale tudo!

Mas pela banda podre, mudar o time é a melhor opção para o time perdedor. Afinal, o que é a torcida? Nada! Nesse jogo o time são os partidos e a torcida o povo.

Vamos dá um basta nessas pessoas que transformam o Distrito Federal em curral da própria fazenda, que considera o povo como gado e acham que podem tudo. A política do DF está podre na essência, mas só temos duas opções, e por isso temos que usar o velho bordão do voto útil para impedir a destruição da capital federal.

5 comentários:

Anônimo disse...

Serjão, Agnelo nem de longe é o meu candidato dos sonhos, pelo contrário, ele precisa melhorar e muito. Mas eu estou naquela: ruim por ruim, eu fico com o menos pior. Já sabemos como é o governo Roriz e o Agnelo pelo menos me dá a esperança que pode fazer melhor. Chega da família Roriz tomando conta do DF. Como diria o "sábio" Tiririca: pior do que está não fica. É por isso que estou votando em Agnelo.

Um abraço,

Leonardo.

Sérgio Ricardo disse...

Pois é, mestre Leo.
Estamos fracassos em termos de política, optando pelo menos pior.
Agora vamos ver no que dá a turma do PT e PMDB.
A política em Brasília está cada dia que passa indo para o ralo.

Abraço e obrigado pelo comentário!
Sérgio Ricardo

Augusto Freitas disse...

Alô, amigos do Blog. Você observou bem, Sérgio. A maioria das pessoas vota pelo rótulo.

Weslian Roriz é uma analfabeta funcional, não entende o que lê e sequer é capaz de construir uma linha de raciocínio coerente em suas falas.

Agnelo Queiroz é a bosta que a gente já conhece desde os tempos do PC do B. E é bom lembrar que só foi para o PT pra ter chances de concorrer a governador, o que tentou na última eleição (quando era do Partido Comunista), mas não obteve apoio de sua antiga-nova coligação. Então liderada, como a atual, pelo PT.

Pra mim, o menos pior é Agnelo.

É a sede do poder, como você bem observou. Não são poucas as histórias de pessoas que até tinham caráter, boa índole e apreço pelo trabalho que ao entrar para a política se transformaram completamente. Impossível confiar, por isso procuro sempre votar em político novo. O que não é o caso do governo do DF, infelizmente.

Mais infeliz ainda, é que não apenas a política do DF está podre em essência, é um mal Federal. E é preciso fazer barulho. Isso é uma discussão mais ampla, mas gente como o doidão do Plínio de Arruda Sampaio faz barulho! Tudo bem que obteve apenas 0,87% dos votos (graças às suas teses formuladas com muito baseado), mas apareceu em tudo que é debate em rede nacional. E onde estava o candidato liberal? Ouvi falar muito de socialismo, mas nenhuma frase sobre liberalismo.

Fico me perguntando onde estão os liberais. Na política brasileira é que não estão.

Sérgio Ricardo disse...

Grande Augusto, salve, salve!!

Disse tudo. Não temos no Brasil um verdadeiro partido que defenda as teses liberais.

Desta forma, comemoramos sempre resultados de curto prazo e achamos que tudo vai bem quando o governo abdica um pouco de cobrar impostos das famílias e empresas, gerando poupança e consequentemente consumo.

Triste é ver que nossos jovens consumem essas falácias e propagam como verdade.
No dia que experimentarmos o liberalismo, teremos outro país.

Louvemos a economia por abrir nossas mentes.

Forte abraço e obrigado pelo comentário!
Sérgio Ricardo

Augusto Freitas disse...

Amigos do blog, vale muito a pena conferir o vídeo que envio em link abaixo. É um comentário do ator Carlos Vacareza, concedido ao Programa do Jô.

Recebi o link por e-mail, e o texto do e-mail dizia que esse trecho do programa foi enviado pela TV Globo ao Ministério das Comunicações para que este avaliasse a viabilidade de exibição. Não sei se isso realmente ocorreu e se o trecho foi realmente censurado pelo Ministério, como propõem o e-mail e o título do vídeo no Youtube.

Acredito que não houve censura. Mas, como diria Bob Faria: "Eu não acredito em muita coisa, mas não duvido de nada". De qualquer forma, vale muito a pena conferir o comentário do ator Carlos Vacareza sobre Lula, o PT e o "esquerdismo" da América Latina, pois tem tudo a ver com o título deste post.

http://www.youtube.com/watch?v=vsDyeMHzRx8

Grande abraço!